Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2008

Democracia e Cidadania

Importante realização está acontecendo em Campinas, no Estado de São Paulo, onde foi fundado o Grupo Democracia e Cidadania, reunindo professores da UNICAMP, PUCCampinas e da FACAMP, representantes do Ministério Público Federal e estudantes. O Grupo pretende discutir temas pertinentes aos direitos dos brasileiros, através de debates mensais, abertos ao público. Ao final de cada debate será elaborado um documento a ser apresentado ao Estado e à sociedade.

O primeiro debate ocorreu em 27 de agosto com o tema "A Barbárie do Rio Já é Realidade no Brasil?", com a participação dos professores Eni Orlandi, do Instituto de Estudos da Linguagem, e Andrei Koemer, do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, ambos da UNICAMP.

O segundo debate aconteceu no último dia 24 de setembro, com o tema "A Velocidade Seletiva da Justiça, o Caso Daniel Dantas", com a participação do juiz Nilo Toldo, da Associação dos Juízes Federais, e Walter Maeirovitch, ex-secretário nacional antidrogas…

Para Que Serve a Escola?

Após uma visita familiar, dirigi-me ao ponto de ônibus, em subúrbio da cidade do Rio de Janeiro, e enquanto esperava a condução, assisti crianças de uma escola pública, em algazarra, tomarem conta da rua, saídas do seu turno de estudo em demanda aos seus lares. Meninos e meninas entre sete e dez anos de idade.

Atravessavam a rua sem nenhum cuidado. Discutiam, falavam alto, faziam gestos nada amistosos uns com os outros. Observei a fala: gírias, palavras erradas, frases desconexas. Uma menina, aparentando sete ou oito anos, pequenina, utilizava sua mochila como arma, batendo nas costas de um colega e chamando-o para a briga. Felizmente o garoto não aceitou a provocação. E assim continuaram na algazarra, sem respeito aos colegas, às pessoas na rua, até a dispersão natural da volta ao lar.

Em outra cena, um amigo relata que as professoras fazem do pátio da escola pública, único local livre para recreação dos alunos, já que não existe uma quadra de esportes, estacionamento para os seus carr…

Um Homem de Bem

Seu exemplo é arrebatador e digno de ser copiado por todos. Fez vida política, pautando sua ação pela ética e honestidade, defendendo os direitos humanos, a liberdade e a igualdade entre todos os homens. Sua atuação foi tão marcante que mereceu homenagem da Câmara dos Deputados, figurando sua imagem, biografia e feitos na Galeria de Honra. Incentivou a industrialização, o transporte e a comunicação, tornando-se empresário pioneiro e mostrando visão profunda e de futuro, antecipando no tempo o que seria a nação no terceiro milênio. Escreveu nas páginas dos jornais, sem medo de projetar suas idéias e defender a espiritualidade humana, considerado dos melhores cronistas de sua época. Mas, antes de tudo, era médico humanitário, sem coragem para cobrar as consultas, dando do que tinha para aliviar as dores alheias. Tudo abandonou pela medicina em nome da beneficência. Seu falecimento movimentou multidão incalculável em cortejo pelas ruas cariocas, despedindo-se dele milhares de beneficiado…

Eleições e Ética

A Justiça Eleitoral está fazendo campanha publicitária solicitando ao eleitor que tenha cuidado e responsabilidade ao escolher os seus candidatos para as eleições municipais, afinal os eleitos ficarão no poder durante quatro anos, com mandato para legislar e administrar. Devemos, portanto, escolher bem, analisando a vida do candidato, suas realizações, se as promessas que faz são viáveis e realmente necessárias para a população, e, principalmente, se ele é ético, se é um bom cidadão, se é honesto, se não tem conduta duvidosa.

Finalmente nós brasileiros estamos construindo uma consciência coletiva ética e cidadã para uma melhor eleição. Depois de tantas décadas assistindo a malversação da administração pública, tanto na esfera municipal quanto nas esferas estadual e federal, iniciamos uma reação salutar comandada pelo Supremo Tribunal Eleitoral.

E essa reação não se resume à campanha publicitária, pois as regras eleitorais foram ajustadas e audiências públicas com os juízes eleitorais se…

Anencefalia e Aborto

Está em discussão no Supremo Tribunal Federal (STF) o direito, ou não, da mulher realizar o aborto quando a ciência confirmar a anencefalia no feto em desenvolvimento, ou seja, a má formação cerebral, com ausência de partes neuronais, determinante da morte imediata ou após algum tempo, do bebê. Audiências públicas estão em andamento permitindo aos ministros uma ampla visão do assunto.

Pesquisas realizadas por jornais, revistas e organizações especializadas revelam que o povo brasileiro é contrário ao aborto, e na Câmara Federal projeto que tentava a legalização do aborto foi derrotado na primeira comissão de análise. Agora trata-se de uma especificidade, a anencefalia, com o pensamento de que não é necessário deixar prosseguir a gravidez constatando-se que o bebê não sobreviverá. E por que a mulher deveria se submeter a nove meses de gestação sabendo que tudo terminará no sofrimento da morte da criança?

Ah, como parece fácil decidir sobre a vida! Ainda mais da vida de outra pessoa, que …