Postagens

Mostrando postagens de 2008

Férias Merecidas

Informo aos meus amigos e leitores que estarei ausente, em merecidas férias, de 16 de dezembro a 07 de janeiro, voltando, após essa data, a publicar minhas análises e críticas.

A todos desejo um FELIZ NATAL, com muito amor no coração, e um ANO NOVO repleto de felicidade.

Educação a Distância

O Instituto Brasileiro de Educação Moral (IBEM) está com as inscrições abertas para os cursos a distância do 1º semestre 2009.

Os cursos são desenvolvidos totalmente pela internet (on line) e você pode fazer os cursos que quiser sem sair de casa.

E a mensalidade cabe direitinho no seu bolso.

Visite www.educacaomoral.org.br e conheça todos os cursos, seus conteúdos, metodologia e muito mais.

Os cursos do IBEM são oferecidos para professores, pedagogos, psicólogos, pais e educadores em geral. E não existe taxa de matrícula.

Tenho certeza que você vai gostar.

Reserve logo sua vaga, pois as aulas começam em fevereiro.

Já é Tempo de Sermos Felizes

Em reunião na eterna cidade-luz da humanidade, Paris, os países membros da ONU - Organização das Nações Unidas, aprovaram no dia 10 de dezembro de 1948 a Declaração Universal dos Direitos Humanos, uma conquista da maior importância para todos os homens e que completa 60 anos de existência.

Em todo esse tempo, nem tudo são flores. Os direitos humanos continuaram a ser desrespeitados, entretanto, seus 30 artigos produziram frutos saborosos, com a assinatura de diversas convenções internacionais, sempre tendo por pano de fundo os direitos humanos.

Historicamente a Declaração Universal dos Direitos Humanos foi antecedida pelos princípios da Declaração de Independência dos Estados Unidos (1776) e pela Declaração dos Direitos do Homem da Revolução Francesa (1789), que inspiraram a ONU, depois dos genocídios acontecidos nas duas grandes guerras mundiais.

Infelizmente o mais poderoso país do mundo, os Estados Unidos, se arroga o direito de pairar suas ações acima da Declaração Universal, quando …

Convite à Reflexão

Uma busca nos arquivos e, de repente, uma preciosidade aparece. Uma coletânea de frases de educadores, filósofos, pensadores. Pela importância do achado, selecionei algumas frases para leitura atenta e reflexiva.

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis"(Fernando Pessoa).

"É durante as fases de maior adversidade que surgem as grandes oportunidades de se fazer o bem a si mesmo e aos outros" (Dalai Lama).

“Enquanto você não se der valor, não valorizará seu tempo. Enquanto não der valor ao tempo, não fará nada de importante” (M. Scott Peck).

"Se você sofreu alguma injustiça, console-se; a verdadeira infelicidade é cometê-la"(Demócrito).

"Mesmo as noites totalmente sem estrelas podem anunciar a aurora de uma grande realização" (Martin Luther King).

"A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás, mas só pod…

A Vergonhosa Fábrica de Ensino

Assistimos reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo de Televisão, exibida ontem, dia 07 de dezembro, mostrando as incorreções gramaticais de alunos e professores das escolas públicas em provas, testes e redações, tanto do vestibular quanto do ensino fundamental e médio. Simplesmente uma vergonha! Textos sem nexo, respostas fora do contexto, palavras com grafia errada, erros de concordância verbal. E não critiquemos apenas os estudantes, pois os professores também estão de mal a pior.

A constatação da reportagem é que estamos diante de um gigantesco universo de analfabetos funcionais nas salas de aula das escolas públicas. São analfabetos ensinando analfabetos. Entretanto, os analfabetos que ensinam têm diploma universitário. Os analfabetos que são ensinados já alcançaram o ensino médio ou realizam o vestibular para o ensino superior. E o governo federal insiste em reservar 50% das vagas das universidades para alunos das escolas públicas!

Percebemos com clareza que não há preocup…

Mudanças, Transformações, Fachadas

Fazer mudanças pedagógicas na escola não é tão fácil, são muitas as resistências. A começar da gestão escolar, que muitos ainda chamam de direção escolar, nem sempre sensível aos reclamos da sociedade e dos pensamentos educativos.

Há também a resistência dos professores, acomodados ao sistema, à prática pedagógica um tanto quanto "secularizada", afinal mudar dá muito trabalho, não tanto em termos físicos, mas pessoalmente falando, pois mudar significa renovar posturas, o que nem todos estão dispostos a fazer.

Temos um terceiro nível de resistência, externa, que é exercida pelos pais, acostumados a uma escola tradicional, envolvidos por um processo "passagem para a faculdade via vestibular", e que cobram da escola as "notas" dos seus filhos como único meio possível - será? - de avaliação.

Como vemos, são muitas as resistências. Por esses motivos, porque não são poucos, as transformações são, em grande maioria, de "fachada". Uma maquiagem física na e…

Alienação, Radicalismo e Outras Coisas

Visitando as comunidades sobre educação da rede social Orkut, a maioria contando com mais de 5 mil adeptos, temos uma sensação de vazio muito grande. Vários internautas utilizam as comunidades como base de apoio para divulgação de trabalhos pessoais, várias vezes sem nem mesmo ter alguma coisa com a educação. A maioria dos fóruns raramente ultrapassam a casa de 100 mensagens postadas. Aliás, a maioria dos fóruns são solenemente ignorados, não contando com uma única opinião.

Quando encontramos assuntos interessantes e começamos a ler as opiniões e diálogos, uma onda de frustração invade a alma.

Primeiro, temos a impressão que a maioria está como que alienada da realidade das escolas, da sala de aula, e teima em bater na tecla desgastada que a culpa pelos problemas enfrentados na rede de ensino pública é do governo, é da secretaria da educação, é dos pais. Nunca dos professores.

Segundo, existe um monopólio de discussão sem fim sobre esquerdismo, ideologia de esquerda e petismo que não le…

Violência nas Escolas

Uma pesquisa da Unesco realizada em 2005 mostrou que, entre alunos entrevistados em seis capitais, 35% disseram já ter visto alguma arma, de fogo ou não, onde estudam. Dos entrevistados, 12% disseram ter visto revólveres. O canivete foi a arma mais citada pelos estudantes. Pelo menos 21% dos entrevistados contaram já ter visto um na escola. As facas aparecem em seguida, sendo citadas por 13%. Já 1,2% dos estudantes admitiu que entrou na escola usando uma arma de fogo. De acordo com a Unesco, esse percentual, embora pequeno, significa que 20 mil alunos já foram para a aula portando uma arma de fogo.

Outro levantamento foi feito de 2006 a 2008, pela Rede de Informação Tecnológica Latino-Americana (Ritla), a serviço da Secretaria de Educação do Distrito Federal. A pesquisa mostrou que 69,2% dos alunos disseram saber de casos de roubo no local onde estudam e 27,8% afirmaram que eles próprios já foram vítimas desse tipo de delito.

Para o Sindicato Estadual dos Profissionais de Ensino (Sepe)…

As Colheres de Cabo Comprido

O texto que vamos reproduzir é de autor desconhecido, mas a conclusão da história vale para a nossa vida pessoal, familiar, social, esportiva e, especialmente, a profissional.

Conta uma história que um Anjo do Senhor conduziu um homem, enquanto seu corpo dormia, para em Espírito conhecer o céu e o inferno.

Foram primeiro ao inferno. Ao abrirem uma porta, o homem viu uma sala em cujo centro havia um caldeirão de substanciosa sopa e à sua volta estavam sentadas pessoas famintas e desesperadas. Cada uma delas segurava uma colher, porém de cabo muito comprido, que lhes possibilitava alcançar o caldeirão, mas não permitia que colocasse a sopa na própria boca.

O sofrimento era grande.

Em seguida, o Espírito de Luz levou o homem para conhecer o céu. Entraram em uma sala idêntica a primeira: havia o mesmo caldeirão, as pessoas em volta e as colheres de cabo comprido. A diferença é que todos estavam saciados. Não havia fome, nem sofrimento.

"Eu não compreendo", disse o homem ao seu Protet…

Oração Pela Paz no Mundo

“Senhor! Sabemos da nossa impotência diante do ódio e da vingança que armam bombas e mãos criminosas.

Mas nós cremos na Vossa justiça soberana que impera em todo o universo, mantendo o direito e a dignidade de viver a todos os Vossos filhos, e a todos os seres da criação.

Senhor! Compreendemos a nossa fragilidade diante de tanta violência, que faz derramar o sangue de crianças e mulheres indefesas, espalhando a morte e o terror.

Mas nós cremos na extensão de Vossa infinita misericórdia, ao determinar que a vida continue fecundando úteros, povoando a Terra com o sorriso inocente das crianças.

Senhor! Assistimos, estarrecidos, à total negação da mensagem de amor vivida pelo Meigo Rabi da Galiléia, vendo a crueldade afiando baionetas assassinas, bombas arrasando os campos floridos e calando as aves dos céus.

Mas nós cremos na Vossa eterna bondade, que ordena ao sol e à chuva fertilizarem o solo arrasado e destruído; ao verde colorir os campos abençoados; às flores enfeitarem os jardins; e aos…

Fábrica de Maus Professores

Com esse título a revista VEJA publica na sua edição 2088, de 26 de novembro, entrevista com a antropóloga e professora da Universidade de São Paulo (USP), Eunice Durham, ex-secretária de política educacional do Ministério da Educação (MEC) e que, dos seus 75 anos, dedicou os últimos vinte em pesquisas sobre as Faculdades de Pedagogia.

Afirma Eunice Durham:

"Os cursos de pedagogia desprezam a prática da sala de aula e supervalorizam teorias supostamente mais nobres. Os alunos saem de lá sem saber ensinar".

Ela não está sozinha. A revista NOVA ESCOLA, em sua edição 216, do mês de outubro, publicou reportagem com o título "A origem do sucesso (e do fracasso) escolar", com base em pesquisa realizada pela Fundação Carlos Chagas, que analisou o currículo de 71 cursos de formação de professores em todo o Brasil. O resultado? Decepcionante.

A pesquisa mostrou que os cursos dão pouco valor à prática; que somente 11% das disciplinas se referem a modalidades de ensino (educação …

Incentivo à Leitura

Aproximadamente 18 milhões de estudantes do ensino fundamental brasileiro (53,9% do total) e 2,7 milhões do ensino médio (30,2% do total de alunos) não têm acesso a bibliotecas, segundo dados oficiais demonstrados por pesquisas realizadas nas escolas públicas. Isso é mais do que triste, é um descaso com a educação e com a dignidade humana.

Entretanto, existe um projeto que pode minimizar bastante essa carência cultural e verdadeira fome por livros. É a Caixa Estante Cultural. Um nosso leitor explicou seu funcionamento, que ocorre em empresas da região de Bauru, no Estado de São Paulo, e que vamos adaptar para funcionamento nas escolas.

Trata-se de caixa com cerca de 70 livros dos mais variados gêneros, que, através de rodízio, fica três meses em cada escola. Na verdade são montadas 4 Caixas, assim, a cada três meses os estudantes têm contato com novos títulos, pois o sistema é rotativo.

O sistema pode ser gerido pela Secretaria Municipal de Educação, que fará a capacitação de um Agente d…

De que Escola Estamos Falando?

Este artigo também poderia ser chamado de "Onde Está a Dignidade Humana?". Inicio com dados oficiais referentes aos anos 2007/2008, publicados pelo MEC (Ministério da Educação), Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira), Unesco (Órgão das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) e OEA (Organização dos Estados Ibero-Americanos), dados esses que mostram uma perfeita radiografia das escolas públicas brasileiras de educação básica:

1. Existem 168,2 mil escolas públicas de educação básica.
2. 5 mil não possuem acesso a luz elétrica.
3. 2 mil não têm água potável.
4. Em 12% das escolas (20,1 mil) não há lugares suficientes para os alunos se sentarem.
5. 50% das crianças de 1ª a 5ª série na zona rural, e 25% nas escolas urbanas, têm aulas em prédios considerados ruins.
6. 11.088 estabelecimentos de ensino fundamental carecem de sanitários.
7. 50% dos professores brasileiros estão insatisfeitos com as instalações, equipamentos e materiais didático-pedagógico…

Valorizando a Vida

Talvez o maior de todos os desastres ecológicos seja o auto-extermínio. Mesmo num país como o Brasil, onde as taxas são significativamente menores do que em outros países, o suicídio é considerado um problema de saúde pública. A boa notícia vem da moderna psiquiatria: é possível prevenir a maior parte dos casos de suicídio com informação e atendimento adequados. Desde 2006 o Brasil conta com uma Estratégia Nacional de Prevenção do Suicídio e essa não é uma luta apenas de governos ou organizações que militam na área da saúde pública mas de toda a sociedade.
Segue abaixo uma relação de textos e links úteis para quem deseja se informar melhor sobre esse assunto e, se possível, se engajar nesse amplo movimento em favor da vida.

Estratégia Nacional de Prevenção ao Suicídio - No Brasil, embora a taxa de mortalidade por suicídios, de 4,5/100.00 habitantes, seja considerada baixa, existem Estados e Municípios que apresentam taxas duas vezes superiores à média nacional, como, por exemplo, o E…

ONU: Planos de Países Pobres Esquecem Igualdade

Os planos dos países de renda baixa ou média para combater a pobreza priorizam o crescimento econômico e a criação de empregos, mas raramente explicitam estratégias para que esses processos beneficiem mais os pobres. Essa é a conclusão de um estudo que analisou o texto-base de programas de 22 nações em desenvolvimento, todos eles preparados após o lançamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), uma série de metas socioeconômicas que os países da ONU se comprometeram a atingir até 2015.

O texto, intitulado "Os ODM são prioridade em estratégias de desenvolvimento e programas de ajuda? Apenas alguns são!", analisou planos de 14 países africanos, dois da América Latina e Caribe, dois asiáticos, um árabe e dois ex-comunistas.

"Todos os Documentos de Estratégia de Redução da Pobreza enfatizam o crescimento econômico como o principal meio de alcançar o objetivo geral de reduzir a pobreza, mas nem todos especificam políticas de crescimento que favoreçam os pobres&qu…

Projetos Futuros na Educação

A futura secretária de educação da Cidade do Rio de Janeiro, Cláudia Costin, concedeu entrevista ao RJTV, da Rede Globo, onde teve oportunidade de informar várias ações que serão implementadas em sua gestão. Vamos conhecê-las, tecendo nossa análises crítica.

1. Manutenção do Sistema de Ciclos - A secretária informou que manterá e fará a ampliação do atual sistema de ciclos para todos os segmentos de ensino que, segundo ela, funciona satisfatoriamente. Realmente, a funcionalidade dos ciclos é boa para o processo ensino-aprendizagem, mas é bom lembrar que muitas escolas possuem os ciclos só no papel, pois a prática é a mesma da antiga seriação, e essa postura precisa ser modificada.

2. Reforço Escolar - É promessa da secretária Cláudia Costin implantar o reforço escolar, reservando a cada 7 a 10 professores, 1 professor que trabalhará o reforço, dando como exemplo o que fazem a Finlândia e a Coréia do Sul. Aqui fica a eterna discussão entre melhorar a qualidade do ensino e implantar o ref…

Extraindo Água do Ar

Recebi email informativo que reproduzo abaixo. Pena que o desenvolvimento da tecnologia não seja de domínio público, mas as autoridades podem perfeitamente buscar uma parceria e baratear o custo.

"Obter água a partir da umidade do ar não é uma técnica nova. Na verdade, ela era mencionada na Bíblia - há milhares de anos. O orvalho da noite já era armazenado para irrigar plantações. Mas uma empresa israelense desenvolveu um método de obter água a partir do ar em grande escala, o que pode ajudar a resolver problemas em muitos países.

De acordo com o Dr. Etan Bar, executivo-chefe da EWA, com sede em Beersheba (no deserto do Neguev), o processo tem três etapas: a primeira é a acumulação da umidade do ar em flocos de sílica. A segunda etapa é a remoção da água e a terceira, a condensação, usando aparelhos à base de pequenos volumes de biodiesel ou outro combustível. Ainda segundo o Dr. Bar, o processo apresenta custo reduzido porque a água pode ser obtida a partir de pequenas unidades de…

Para Combater a Violência

Para combater a violência na escola, polícia, suspensão e expulsão. Essa é a tríade utilizada pela maioria dos diretores escolares e sancionada por grande parte das secretarias de educação. Enquanto isso os alunos brigam entre si, depredam o prédio escolar, agridem os professores, e são agredidos pela exclusão social e educacional.

Até quando os educadores vão manter esse ciclo vicioso? Não está na hora de perceber que educação é muito diferente do que tem sido feito nas escolas?

Pestalozzi, educador que viveu entre os séculos dezoito e dezenove, dizia que a escola devia ser uma segunda família da criança e do jovem, e provou sua teoria ao fundar e dirigir o Instituto de Iverdon, na Suíça, tornando-o modelo para todos os países europeus, onde implantou projeto pedagógico de educação plena e ficou conhecido por ser chamado pelos alunos de "pai".

Mais recentemente tivemos o apogeu da Escola da Ponte, em Portugal, capitaneada pelo professor José Pacheco, inserindo os alunos na pro…

Valores e Mídia

Quais são os seus valores de vida? Eis uma pergunta que poucas pessoas se fazem, mas que é fundamental para ter consciência de si e da própria vida. Para auxiliar o leitor em sua resposta sugerimos uma análise da programação televisiva que normalmente assistimos.

Você é daqueles que, quando chega do trabalho, a única opção possível de lazer é ficar grudado na telinha? Ou passa as horas dos domingos assistindo a programação dos canais da tevê aberta? Bem, se você é dessas pessoas em que o mundo gira em torno da programação televisiva, cuidado, seus valores precisam ser reavaliados.

Comecemos pelo domingo. É Faustão, Sílvio Santos, Gugu e outros predominado à tarde; transmissão ao vivo do futebol; e depois, à noite, programas como Fantástico e Domingo Espetacular, entre outros parecidos quanto ao gênero, podendo terminar com pancadaria solta em algum filme. Valores? Besteirol, exploração da sensualidade, insinuações sexistas, exploração da miséria humana e vai por aí, num festival sem fim…

Financiamento da Educação

Segundo dados oficiais do governo, sancionados por discurso do ministro da educação, o Brasil aplica 4,4% do PIB (Produto Interno Bruto) na educação, sendo meta chegar a 6%. Em comparação com os países que nos últimos vinte anos deram um salto de qualidade nos índices educacionais, é pouco, pois alguns desses países investem entre 8% e 12% de toda a riqueza nacional na educação. São países que acordaram para o essencial. Não há melhor desenvolvimento econômico e social se a educação não for contemplada com investimentos maciços e contínuos.

Aqui no Brasil, historicamente a construção civil recebe investimentos vultosos - veja-se o PAC (Plano de Aceleração do Crescimento)- em detrimento da educação, de onde se procura enxugar os investimentos, isso porque a miopia política ainda acredita que o voto está atrelado à obra física que aparece, e faz questão de manter esse padrão de trabalho junto aos eleitores, levando-os ao engodo de que obra é o melhor que o administrador público pode faze…

Mal Humor Faz Mal à Saúde

Segundo os especialistas, você pode sofrer de distimia, transtorno psiquiátrico que afeta até 5% da população mundial. Para saber se você sofre desse transtorno basta olhar para si mesmo e responder: você é daqueles que resmunga porque o dia amanheceu chovendo? E também reclama se o dia está muito quente? Se você é desses, pode estar sofrendo de mau humor crônico, sem motivo aparente, caracterizando a distimia.

Segundo o psiquiatra Antônio Egídio Nardi, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ):

"Não é qualquer um que pode ser considerado distímico. Há quem fique mal-humorado porque o trânsito está parado, ou porque está sem dinheiro. Já o distímico reclama até de ganhar na loteria. Ele vai ficar triste com a possibilidade de ser sequestrado a qualquer momento".

A distimia atinge mais as mulheres do que os homens, talvez pela maior variação hormonal do organismo feminino, ou mesmo por causa de aspectos culturais que fazem a mulher mais aberta para se queixar de crises de…

Depoimento de Uma Educadora

Com relação ao Debate sobre educação promovido pelo Grupo Democracia e Cidadania, de Campinas/SP, que temos divulgado, a professora Selma Trigo, do Rio de Janeiro, enviou um post com profunda reflexão, que reproduzimos abaixo:

"Como educadora em exercício, e vivendo parte da minha profissão como Coordenadora Pedagógica, percebi durante todos esses anos de profissão, que a desvalorização da classe de professores não é responsabilidade somente dos nossos governantes, porque sabemos que em qualquer contexto da vida precisamos primeiro se autorrespeitar. E o que seria se autorrespeitar? É manter uma postura de verdadeiro educador, começando com a forma de se colocar diante da vida(pensamentos, palavras e obras) e em seguida, buscar o aprofundamento dos conhecimentos através de seminários, congressos,cursos,internet, leituras (através de compras de livros ou bibliotecas públicas), etc. Cada um de acordo com suas possibilidades. Dizer que ganha pouco e que não pode se aperfeiçoar é usar…

A Semana É

Para reflexão e boa disposição para uma semana muito melhor que as anteriores, ofereço o texto abaixo, de autor desconhecido, com o título "A Semana É":

Para um preso, menos 7 dias.
Para um doente, mais 7 dias.
Para os felizes, 7 motivos.
Para os tristes, 7 remédios;
Para os ricos, 7 jantares;
Para os pobres, 7 fomes;
Para a esperança, 7 novas manhãs;
Para a insônia, 7 longas noites;
Para os sozinhos, 7 chances;
Para um cachorro, 49 dias;
Para a mosca, 7 gerações;
Para os empresários, 25% do mês;
Para os economistas, 0,019% do ano;
Para o pessimista, 7 riscos;
Para o otimista, 7 oportunidades;
Para a Terra, 7 voltas;
Para o jogador, 7 partidas;
Para cumprir o prazo, pouco;
Para criar o mundo, o suficiente;
Para uma gripe, a cura;
Para uma rosa, o amor;
Para a história, nada;
Para vida ... tudo!
Depende de você!

Valorizando o Professor

Recebi diversas mensagens a respeito do post "Professor, Esse Desvalorizado", com sugestões que merecem apreciação. Vamos a elas.

É opinião geral que a sociedade necessita de articulação própria para pressionar as autoridades públicas, principalmente prefeitos, secretários de educação e vereadores, para que cumpram a lei e façam esforços para dar boas condições de usabilidade das escolas, assim como dignifiquem os salários, implantem plano de carreira e subsidiem a formação contínua dos professores. Não se trata da criação de organizações não governamentais, e sim o agrupamento de cidadãos formando núcleos de interesse comum agindo a benefício da educação, apresentando propostas, cobrando ações e fiscalizando o orçamento municipal, sempre com o objetivo de interagir, de participar, não apenas de forma teórica, mas bem prática.

Cabe aqui uma reflexão importante. O Brasil possui experiências pedagógicas maravilhosas, bons exemplos de escolas e professores, e não falta bibliograf…

Educação: Nosso Desalento

Por Camila Gonçalves De Mario*

“Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando o pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para a trabalho.”
Constituição da República Federativa do Brasil, 1988

A educação no Brasil ainda tem jeito? Foi o título do terceiro Fórum da Cidadania, que aconteceu em Campinas no dia 29/10/2008, na Livraria Cultura, promovido pelo Grupo Democracia e Cidadania. Na mesa de debates três professores, Ronaldo Nicolai, professor de matemática com mais de 30 anos de experiência na rede pública, e também professor da rede privada; Reginaldo Meloni, Presidente do SINPRO - Sindicato dos Professores de Campinas, e Jorge Megid Neto, Diretor da Faculdade de Educação da Unicamp, ex-professor de Física do Ensino Médio. Três professores, com diferentes experiências profissionais, mas carregando a mesma angústia: a sociedade precisa sa…

Professor, Esse Desvalorizado

"Mais de 80% dos professores se sentem desvalorizados pela sociedade, segundo informou a Agência Brasil. Ao todo 75% dos docentes acham que a administração do colégio ou da secretaria de educação de sua cidade não reconhecem a importância da categoria. A constatação é da pesquisa “A qualidade da educação sob o olhar do professor”, da Fundação SM e da Organização dos Estados Ibero-americanos. Mais de 8 mil professores em 19 estados participaram do estudo. “A falta de perspectiva de bons salários ou de uma carreira, leva a um processo de desvalorização. Os jovens não procuram o magistério o que cria um efeito dominó”, diz o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Leão".

Não é de hoje que os professores se queixam da falta de valorização do magistério. Muitas secretarias estaduais e municipais de educação não possuem plano de carreira, pagam baixos salários e mantém escolas em deplorável situação, num atestado eloquente do quanto consid…

Imprevidência e Teimosia no Trânsito

Um olhar sobre o complicado trânsito das metrópoles brasileiras, se quiser ser um olhar mais profundo, não pode deixar de ouvir as histórias dos taxistas, afinal eles vivem o dia-a-dia das ruas e avenidas melhor do qualquer outro motorista. Quem faz esse exercício salutar descobre que muitos nós, muitos engarrafamentos são provocados pela teimosia dos próprios usuários das vias públicas.

Existem passageiros que entram no táxi e sancionam: vamos pela avenida tal e pronto. Nenhum argumento os demove para fazer outro trajeto. E assim as histórias se sucedem, mostrando que muitos acidentes, muitas confusões são também provocadas pelos motoristas, como aquele que leva uma fechada, acelera, ultrapassa - normalmente cometendo alguma infração de trânsito -, fecha o outro e ainda sai do carro para tomar satisfações.

E o que dizer daquele motorista que jogou o ônibus para a pista da esquerda, espremeu os carros e parou no sinal em cima da faixa de pedestres e atravessado na rua? E mais: e aquele …

A Soma dos Talentos

É sempre bom lermos textos inteligentes, reflexivos e que provocam mudança de comportamentos e atitudes. É o caso do texto do padre e escritor francês Michel Quoist (1921-) com o título "A Soma dos Talentos" e que reproduzimos:

"Se a nota dissesse: "Não é uma nota que faz uma música" ... não haveria sinfonia.

Se a palavra dissesse: "Não é uma palavra que pode fazer uma página" ... não haveria livro.

Se o tijolo dissesse: "Não é um tijolo que pode montar uma parede" ... não haveria casa.

Se a gota dissesse: "Não é uma gota que pode fazer um rio" ... não haveria oceano.

Se o grão de trigo dissesse: "Não é um grão de trigo que pode semear um campo" ... mão haveria colheita.

Se o homem dissesse: "Não é um gesto de amor que pode salvar a humanidade" ... jamais haveria justiça e paz, dignidade e felicidade na terra dos homens.

Como a sinfonia precisa de cada nota.
Como o livro precisa de cada palavra.
Como a casa precisa de c…

Professora Surda Dá Exemplo

É importante destacarmos as coisas boas do ensino, trazendo exemplos que alimentam o coração e dão certeza que, com amor, a educação dá bons resultados. É o caso que a mídia divulgou nos últimos dias e que reproduzimos abaixo.

"O trabalho da professora Maria da Conceição Souza Lima seria como o de uma outra docente dedicada, exceto pelo fato de ela ter superado um obstáculo pessoal. Há 25 anos com aulas na rede estadual de Minas Gerais, na cidade de Santa Luzia, Maria da Conceição possui deficiência auditiva e conquistou a admiração dos estudantes.

“No início as pessoas achavam estranho uma professora surda conseguir dar aula, mas eu dizia: ‘Confiem em mim, como eu confio em vocês. Sei que vocês vão conseguir, e eu também’”, conta. “Sou surda, mas eu escuto a turma com o coração.”

A docente trabalha com educação infantil até a quarta-série. Sua estratégia é ler os lábios dos alunos. E como é uma batalhadora, demonstra sua preocupação com os estudantes que tem mais dificuldade.

“Go…

Que Professor é Esse?

De Ceilândia, Distrito Federal, chega notícia do suposto incitamento à agressão contra um aluno feita por uma professora. O caso está sob investigação, mas o depoimento das crianças, na faixa etária de 5 anos, revela que a professora teria castigado o aluno segurando seus braços para trás e pedindo para as demais crianças darem tapas em seu rosto. Não estamos aqui para fazer julgamento, mas para fazer um questionamento: que formação estamos dando para os nossos professores?

A revista Nova Escola deste mês de outubro traz como reportagem de capa a matéria "Efeito dominó: por que cursos de pedagogia ruins formam professores despreparados para ensinar os alunos", com revelações muito importantes e que explicam, pelo menos em parte, as aberrações encontradas nas salas de aula das escolas.

Apesar do Ministério da Educação (MEC) incluir nas ações do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) - aliás são 47 ações - a criação do Sistema Nacional de Formação de Professores, inclusive j…

Deficiências

Para nossa reflexão, aqui está um excelente texto do poeta Mário Quintana (1906-1994):

"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive sem ter consciência de que é dono do seu destino.

"Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.

"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão, pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

"Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.

"Diabético" é quem não consegue ser doce.

"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.

E, finalmente, a …

O Fio Separador

Aproximadamente 1 milhão de pessoas, o que equivale a quase 20% da população com idade para exercer o voto, não compareceu às urnas no pleito eleitoral municipal deste domingo, que escolheu o novo prefeito para a cidade do Rio de Janeiro. Preferiram curtir a praia, a região dos lagos, Angra dos Reis ou a região serrana. Com um calor abrasador em torno dos 40 graus, o carioca resolveu deixar de lado a eleição, afinal, pensam muitos, tanto faz como tanto fez quem vai ser o prefeito. É o contingente dos indiferentes, um dos piores contingentes da população, pois o indiferente é aquele que, depois, vai perturbar a administração pública exigindo os seus "direitos".

E perguntamos: onde o fio separador da indiferença para o egoísmo?

Esse fio, se existe, é tão tênue, quase imperceptível, que descobrimos que o indiferente é quase sempre um egoísta, só pensa em si mesmo, jogando a responsabilidade em ombros alheios, para depois se entronizar num crítico contumaz, mas sem deixar de levar…

Revista do Educador na Internet

Hoje fazemos uma divulgação especialíssima e muito importante. O Instituo Brasileiro de Educação Moral colocou no ar a edição eletrônica da Revista ReConstruir, a revista do educador, pondo à disposição dos internautas do Brasil e do mundo amplo conteúdo educacional em reportagens, entrevistas, artigos, vida e obra de educadores, contos, experiências escolares, atividades educacionais, gestão, família e muito mais.

Por enquanto a edição será mensal, mas há planos futuros de torná-la quinzenal, permitindo que o público se deleite com os artigos dos educadores Ronaldo Gomes, Nadja do Couto Valle, Bruno Zaminsky, Fátima Moura e este que escreve, Marcus De Mario, além, é claro, de todo o conteúdo.

O endereço para acessar a Revista ReConstruir é www.educacaomoral.org.br/reconstruir.

O Instituto Brasileiro de Educação Moral, ou IBEM, como é conhecido, é uma organização educacional não governamental que se dedica à formação de educadores através de um projeto de educação moral, tendo desenvolvi…

Luta sem Vencedores

Estamos assistindo nos últimos tempos uma luta entre a escola e a família, na figura dos professores contra os alunos e dos alunos contra os professores. São mães que batem em professoras na saída da escola; são alunos que "aprontam" mil coisas contra os professores; são professores que agridem alunos; e, para bem azeitar essa luta insana, lemos agora a seguinte notícia:

"Uma aluna de Campinas, a 93 quilômetros de São Paulo, foi parar na cadeia por ter chutado a porta da escola. Ela havia sido impedida de entrar porque estava atrasada. O caso aconteceu na noite da terça-feira (21). Uma placa de isopor foi usada para fechar o buraco aberto com o chute. A direção da escola chamou a ronda escolar e a estudante de 23 anos foi presa. Ela ficou numa cela com outras 40 mulheres. A capacidade da cadeia é para 36 presas. A Secretaria Estadual de Educação tentou retirar a queixa, mas como o crime contra patrimônio público não requer a sustentação de uma denúncia o processo vai con…

Debate sobre Educação

Como já tivemos oportunidade de escrever neste Blog, no próximo dia 29 de outubro, às 19 horas, acontece na cidade de Campinas, SP, o 3º Fórum da Cidadania, desta vez com o tema "Fala sério: o encino brazileiro ainda tem geito?" (a grafia é essa mesma).

O Fórum é organizado pelo Grupo Democracia e Cidadania, com o apoio da Livraria Cultura e da Carta Capital, e ocupará o Auditório da Livraria Cultura no Shopping Iguatemi Campinas.

A proposta do fórum é "realizar um debate sobre a qualidade de nosso ensino público e o papel do professor. Estamos vivenciando ultimamente em nossas escolas um preocupante aumento da violência entre alunos, e entre estes e seus professores, que tem raiz em questões referentes a qualidade do ensino oferecido, processo que perpassa a infra estrutura de nossas escolas, a formação e valorização de nossos professores e a relação entre escola e comunidade. Uma de nossas grandes preocupações foi por muito tempo garantir o acesso de nossas crianças à e…

É Permitido Abandonar os Filhos

Transcrevo, para nossa reflexão, notícia vinda da BBC News e publicada pelo portal G1:


"Parlamentares do Estado americano de Nebraska concordaram em mudar uma lei polêmica que permite que pais deixem seus filhos em hospitais e estações de polícia sem serem processados por abandono de menores. A lei permite que os pais abandonem crianças e adolescentes de até 18 anos. Ela foi introduzida em julho para tentar evitar que bebês, crianças e adolescentes fossem deixados em locais perigosos. Desde sua introdução, pelo menos 18 crianças com idades entre 22 meses e 17 anos foram deixadas nos hospitais e estações de polícia do Estado. Em dois casos, os pais saíram dos Estados de Iowa e Michigan para abandonar os filhos em Nebraska. Agora, o governador de Nebraska, Dave Heineman, diz que a legislação precisa se concentrar na proteção de crianças. Ele e a maioria dos deputados da Assembléia Legislativa do Estado concordaram em mudar a lei - ela permitirá apenas o abandono de bebês de até três…

Reducionismo Perigoso

Assistindo o programa Fantástico, da Rede Globo de Televisão, no dia 19 de outubro, vimos o Dr. Dráuzio Varella apresentar reportagem sobre o crescimento do corpo humano, o amor e a gestação, em sequência a uma série de reportagens sobre o crescimento do corpo humano. O que nos chamou a atenção foi a afirmação categórica que o amor é apenas um sentido ligado ao olfato, feromônios e outros componentes químicos do corpo, ou seja, o amor e o sexo são meramente condicionantes orgânicos. É o pensamento materialista assumido pela ciência com relação ao homem, que, segundo esse pensamento, não passa de um conglomerado de células que dão origem a um complexo organismo vivo que acaba com a morte.

O homem, assim reduzido, tem os instintos, os sentidos, os pensamentos e os sentimentos localizados no cérebro, sendo todos eles apenas produtos neuronais e nada mais. Tanto será assim que, vez ou outra, os cientistas divulgam terem encontrado a sede da fome, do desejo, da fala, do amor, etc, nesta ou …

Quem Investe em Educação perde Eleição

Uma triste constatação ocorreu no último pleito eleitoral, em que todo o Brasil escolheu prefeitos e vereadores para seus municípios.

Os eleitores não reconheceram nas urnas a boa atuação dos prefeitos na maioria dos 37 municípios considerados exemplares em educação no Brasil, segundo pesquisa feita pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Ministério da Educação e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). Em 21 dessas cidades, o eleito foi o candidato que representava a oposição.

A pesquisa "Redes de Aprendizagem - Boas Práticas de Municípios que Garantem o Direito de Aprender" foi feita no ano passado e destacou cidades no País onde a rede municipal de ensino público funcionava bem. Mas, nesse universo de 37 cidades, 21 não reconduziram os prefeitos ou seus candidatos para um novo mandato.

Realmente a educação não dá voto, e a população parece não dar muita importância à educação, quando, na verdade, ela é prioritária para o desenvolvimento d…

Você Precisa Saber

Você precisa saber que existe uma organização governamental séria trabalhando a formação de educadores numa visão espiritualizante da educação. É o Instituto Brasileiro de Educação Moral (IBEM), promovendo palestras, seminários e oficinas de vivências, gratuitamente, em escolas e secretarias de educação de todo o país. Seu programa pedagógico desenvolve a educação moral, a pedagogia da sensibilidade, a escola do sentimento e a cultura da paz. Está tudo em www.educacaomoral.org.br.

Você precisa saber que existe uma empresa editorial socialmente responsável, mantenedora do IBEM, que apresentamos acima, e que está revolucionando o mercado editorial com o lançamento de ebooks, o chamado livro eletrônico. É a Interior da Alma, com livros nas áreas educação, autoajuda, conto, romance, gestão, espiritismo. Visite www.interiordaalma.com.br e adquira os ebooks.

Você precisa saber que existe uma revista educacional eletrônica aberta a todos os interessados, com seções de entrevista, vida e obra d…

Onde Está a Honestidade?

Diversos mestres, pensadores e filósofos ao longo do tempo da humanidade alertaram para a necessidade da ética e da honestidade em nossos atos, em nossas falas e em nossos pensamentos, e nos últimos tempos uma ampla campanha pela cidadania vem trabalhando a consciência dos indivíduos para a importância dessas duas virtudes. Infelizmente o mundo político parece impermeável a todos esses apelos, e diariamente assistimos a hipocrisia, a falsidade e outros vícios morais campeando no congresso nacional e em outras instâncias do poder público.

Nem mesmo decisão do Supremo Tribunal Federal, que impede a contratação de parentes até o terceiro grau, é obedecida, pois senadores e deputados federais já encontraram um jeitinho para driblar a moralização do serviço público.

E o que falar de muitos candidatos às eleições municipais que se valeram de decisões judiciais ou entendimentos da justiça eleitoral, para esconder a ficha suja de sua vida e, pelo rádio e televisão, apresentar-se como uma pessoa…